COTOVELO VOADOR

December 1, 2013

A UNIFICAÇÃO DOS TÍTULOS MUNDIAIS DA WWE FUNCIONARÁ?

Uma semana após anunciar que Randy Orton e John Cena – Campeão da WWE e Campeão Mundial dos Pesos-Pesados, respectivamente – se enfrentariam no TLC: Tables, Ladders & Chairs em dezembro, a WWE ainda parece perdida, sem saber o que realmente pretende com a luta. Apenas na quinta (28/11), a WWE se explicou via mais uma das entrevistas de Michael Cole com Triple H. (http://www.youtube.com/watch?v=HdQ36R1X_tY)

Fica claro, na entrevista, o objetivo da WWE com a luta entre Cena e Orton: a unificação dos títulos. Se na quinta esta escolha estava talhada em pedra (para Triple H confirmar com todas as letras), nos dias anteriores, nada era tão certo. Na segunda-feira, no Raw, todas as menções a uma possível (até então) unificação foram feitas difusamente, apenas de maneira implícita. Não era dito que os títulos seriam unificados, mas, sim, que uma luta entre Orton e Cena aconteceria no TLC pelos dois títulos. Ficava, aí, a ideia de que após a luta décima quinta luta Tables, Ladder, and Chairs da história, os dois títulos continuariam a existir independentemente, apenas ficando momentaneamente nas mãos de apenas um campeão. Durante a entrevista, Triple H finalmente esclarece: ao fim do combate, o vencedor manterá apenas o WWE Championship (e sua linhagem histórica), enquanto o World Heavyweight Championship será aposentado (tecnicamente, fundido ao outro).

O World Heavyweight Championship da WWE foi criado em 2002. Na época, Chris Jericho havia levado o WWE Championship ao recém-criado SmackDown! após a empresa dividir seu elenco em dois programas distintos: Raw e o já citado SmackDown!. Sem um campeão mundial para seu principal programa, o Raw, foi criado o World Heavyweight Championship. Tão óbvio que Triple H comentou durante sua entrevista: sem uma distinção efetiva entre os dois programas, a existência de um segundo título mundial é desnecessária.

O fato é: qualquer que fosse o título disputado no Raw, receberia mais ênfase do que o que estivesse no SmackDown. No entanto, como os títulos eram itinerantes graças aos drafts anuais, havia um balanço entre a importância dos campeões. Com o fim da divisão Raw/SmackDown, este balanço também desapareceu, dando espaço para reinados-piadas, como o último de Alberto Del Rio.

Financeiramente a decisão também é acertada. Se, hoje, nos eventos ao vivo, algumas plateias têm que se contentar em assistir ao meia-boca do Campeão Mundial dos Pesos-Pesados ao invés do mais enfatizado e importante Campeão da WWE, com a unificação, o público do house show sempre verá o campeão mais importante. Claro, nem sempre o campeão é o mais importante (vide ausência de Daniel Bryan no Raw São Paulo por ele pertencer ao SmackDown).

A decisão de unificar os títulos faz sentido. É uma adaptação ao momento da empresa. O que preocupa é a escolha dos campeões e como isso afetará o WrestleMania. Cena e Orton já se enfrentaram muitas vezes. Mesmo. Em 2009, a rivalidade foi espremida até o fim. Em um dos Royal Rumbles passados, a platéia mandou uma clara mensagem à WWE após ela fazer os dois se encararem: silêncio.

Claro, os personagens de Cena e Orton mudaram neste tempo. O de Orton, pelo menos. E o envolvimento de Triple H e do resto da Authority pode deixar interessante este combate. Mas, então, são jogados de lado Big Show e Daniel Bryan. A grande conclusão da história de Bryan que começou no SummerSlam deste ano aconteceria quando ele finalmente conquistasse o título (agora, unificado) no WrestleMania XXX. Com Orton e Cena na jogada, infelizmente, pode ser que Bryan não mais recupere esta vaga.

John Cena versus Daniel Bryan pelo título unificado no WrestleMania XXX, com Bryan sendo hostilizado pela Authority e Cena sendo apoiado, mesmo que relutantemente, pelo grupo, parece o caminho a ser seguido. Novamente, cabe à WWE manter a Authority (com Shield, Kane etc.) relevante nesta história até o WrestleMania, ou esta possível luta seria uma reedição do combate entre os dois no SummerSlam. Pelo lado bom, Orton e Cena se enfrentarão na luta final do TLC. E não do WrestleMania. Felizmente.

 

COTOVELO VOADOR

Tudo sobre luta-livre