COTOVELO VOADOR

February 2, 2014

COTOVELANDO: ROYAL RUMBLE 2014

Batista eliminou, por último, Roman Reigns. Enquanto a comemoração do Animal acontecia sob sua música-tema, “I Walk Alone”, a plateia vaiava. Muito. Aliás, já vaiava desde que Rey Mysterio entrou no combate como #30. O povo não desgosta de Mysterio. Mas o mexicano não era Daniel Bryan.

Tão logo Mysterio correu ao ringue como o último participante, começaram as vaias. E elas continuaram até o fim do evento. Batista comemorando sua vitória sob uma chuva de vaias novamente mostrou o descontentamento dos fãs com o produto da WWE. O povo quer Bryan, a WWE lhe dá Batista. Dois opostos.

Dois fatores ajudam a entender isso tudo: audiência e Zack Ryder.

A audiência é simples. O retorno de Batista no Raw em 20 de janeiro deu uma audiência de 3.46. A maior desde 4 de março de 2013, um Raw Old School onde CM Punk se tornou o desafiante de The Undertaker no WrestleMania, Triple H desafiou Brock Lesnar para o ‘Mania e The Rock confrontou John Cena. Isto, portanto, coloca Batista em um pódio. Quando Daniel Bryan lutou nos combates principais dos pay-per-views como Hell in a Cell e Night of Champions no ano passado, todos os números de compras caíram.

Já Zack Ryder, refere-se à Ryder Revolution. Em 2011, graças aos seus vídeos na internet, Zack Ryder se tornou um favorito dos fãs. A plateia gritava por Ryder em outras lutas e não sossegou até o Broski conseguir uma luta pelo United States Championship. E acabou. Desistiram dele. O medo de que a plateia abandone Daniel Bryan está claramente presente na WWE. “E se ele não for tudo isso?”, “E se desistirem e nem ligarem para ele no WrestleMania?” “E se…”

O amor da plateia por Bryan já dura um bom tempo. Desde Team Hell No, ao menos. E este amor – e não paixão – sobreviveu pelo ápice no SummerSlam. E pelos baixos do fim do ano. E os fãs não vão abandoná-lo. Se Bryan não estiver no main event do WrestleMania, o fim do Royal Rumble vai se repetir.

A ausência de Bryan no Rumble colocou uma nuvem de esquecimento sobre o resto do evento, que, se não foi de todo ruim, foi interessante, ao menos. Já no pré-show, começou o início do fim da Brotherhood de Cody Rhodes e Goldust. Derrotados em uma luta mediana pelos New Age Outlaws e, mais tarde, no Rumble, com Goldust eliminando Cody, está iniciado o caminho para a tão aguardada luta entre os irmãos no WrestleMania. Dizem que o contrato de Goldust, que acabaria pós-‘Mania, foi prolongado até a época do SummerSlam, quando ele, provavelmente, se tornará um produtor.

A luta da noite, obviamente, envolveu Bryan, desta vez em um combate com Bray Wyatt. Incongruente, foi dito no Raw que Bryan só participaria do combate por que, por estarem no Royal Rumble, Erick Rowan e Luke Harper não estariam ao redor do ringue. Na prática, a dupla de seguidores de Wyatt só deixou o ringue quando pedido pelo amo.

Os Wyatts fizeram uma nova aparição ao fim da morníssima luta John Cena e Randy Orton, distraindo Cena e causando sua derrota, confirmando os rumores de que Cena e Wyatt se enfrentarão no WrestleMania XXX. Lesnar versus Big Show não foi uma luta, mas, como esperado, foi utilizada para mostrar ~THE BEAST BRRRROCK LEEESNAAR como o ser violento que é.

Apagando da memória os duros momentos sem Bryan na luta Royal Rumble em si, o combate foi bom. Não foi nem um pouco memorável, mas bom. Dolph Ziggler e Sheamus retornaram de lesão, Kevin Nash fez uma participação especial, bem como JBL e El Torito (em duas participações desnecessárias). Ao acompanhar Antonio Cesaro e Jack Swagger, Zeb Colter utilizou duas placas humorística-xenofóbicas. Xavier Woods e Bad News Barrett, previamente anunciados, não participaram do combate. A Shield começou uma implosão quando Dean Ambrose tentou eliminar Roman Reigns. Este bateu o recorde de Kane de maior número de eliminações em um único Rumble em 2001 e foi o último a ser eliminado do combate. É a nova estrela sendo montada pela WWE.

Enquanto a nova estrela musculosa e brutal é construída, a atual, barbada e baixinha é esquecida, fica de canto.

Participe da conversa mandando um e-mail para cotovelovoador@gmail.com! Fique por dentro de todas as novidades e lançamentos no Twitter e no Facebook!

 

COTOVELO VOADOR

Tudo sobre luta-livre